No último sábado (14), teve início a 4ª Jornada Mineira de Patrimônio Cultural. O tema deste ano é “Griôs, a Jornada dos Mestres da nossa Cultura”. O encontro é promovido pela Secretaria de Estado de Cultura de Minas Gerais, por meio do Instituto Estadual do Patrimônio Histórico e Artístico de Minas Gerais (Iepha/MG), desde o ano de 2009. Em Coronel Fabriciano, a programação é realizada pela Prefeitura e segue até o dia 27 deste mês.

A jornada acontece de dois em dois anos. “O município recebe pontos que se revertem em ICMS de acordo com os trabalhos que são desenvolvidos pelo município. Por isso, além de valorizar a nossa cultura, é tão importante a realização deste evento no nosso município”, explica o membro da equipe técnica do Patrimônio Cultural da Secretaria de Educação e Cultura da Prefeitura de Coronel Fabriciano, Estela Morais.

Programação

Ao todo, serão realizados quatro eventos. As atividades se iniciam com o Curso de Educação Patrimonial destinado a jovens e adolescentes. As palestras serão proferidas por profissionais da Gerência de Cultura do município.  Uma dinâmica de grupo vai apresentar fotografias, objetos e receitas de família levadas pelos participantes. Haverá também apresentações culturais.

No dia 17, acontecerá a “Contação de histórias”, na Praça Getúlio Vargas, próximo ao Colégio João Calvino, às 8h. Na parte da tarde, às 14h, a contação acontece, novamente, desta vez na Escola Municipal Nicanor Ataíde, no Mangueiras.

No dia 20, às 19h haverá apresentação de danças de academias e escolas de Fabriciano, além de exposição de artesanato de artistas da comunidade. A programação encerra-se no dia 27, com um grande encontro de grupos de culturas populares, na Praça da Estação, às 19h, incluindo apresentação de Catira, Marujada, Capoeira e de grupos teatrais. Toda programação é gratuita.

Jornada Mineira de Patrimônio Cultural

A Jornada em Minas Gerais é desenvolvida durante todo o mês de setembro, mobilizando municípios e agentes culturais em torno de um mesmo objetivo: o de estimular e desenvolver atividades que sensibilizem a sociedade, favorecendo a transmissão dos valores culturais e promovendo sua inserção contemporânea em um projeto mais amplo de valorização da diversidade do Patrimônio Cultural Mineiro.